sábado, 30 de junho de 2012

Choninhas!

Hoje acordei e o dia está bem choninhas. Bem fraquinho. O que vale é que estou de bom humor e nã há assim muita coisa que me fará alterar o meu estado de espírito. Ainda estou a pairar com a notícia do mês de agosto.

sexta-feira, 29 de junho de 2012

Finalmente uma boa notícia!

O meu contrato vai até agosto de 2012! Sim, vou receber o mês de agosto e já não contava com isso. Esta coisa dos contratos por tempo indefinido é uma grande merda. As escolas podem dispensar os professores logo que acabe as aulas. Os contratados são um serviço dispensável e a DGRHE parecem um site de empregos temporários.
Por isso, no meio de tanta miséria, a possibilidade de ter mais um mesito de ordenado parece-me uma boa notícia!!
Ao ponto que eu cheguei!!!

sábado, 23 de junho de 2012

Balanço de um ano

Faz agora um ano que entrei na espiral descendente da minha relação e o balanço deste último ano só pode ser uma merda.
Uma grande e monumental MERDA!
Parece que ando em transe e tudo não passa de um monumental pesadelo. Um pesadelo bem real e que tem passado por mim como um comboio de alta velocidade. Em loop, é claro! Quando penso que já posso levantar a cabeça, lá sou trucidada outra vez.
Amei muito aquele tipo e só sofro assim por o ter amado tanto. Tive a secreta esperança  de descobrir que afinal não o amava tanto. Que estava enganada. Que os sentimentos não eram tão fortes, tão densos, tão aglutinadores. Mas enganei-me. Amei tanto aquela pessoa que o que vem depois dela tem sido nada. Uma grande dor que teima em não passar. Para quando a indiferença? Para quando?

O papel. Qual papel?

Tive uma semana de intenso trabalho e de muuuita reunião! Sim, o que seria da vida de um professor sem as suas reuniões. Ah, pois é! Professor sem a sua reunião não é um verdadeiro profissional. Nem imaginam a quantidade de papel que nos gastamos nestas ocasiões. Numa turma, a ata chegou a ter 80 anexos. Sim, para além das 8 páginas da ata, vão em anexo 80 documentos que passam por análises de planos de acompanhamento, relatórios analíticos das disciplinas que o aluno retido teve, pareceres do gabinete de psicologia escolar, do encarregado de educação, enfim, opiniões de tudo o que mexe numa escola. Parece que só falta o documento produzido pelo guarda noturno sobre o aluno. Muito gosta o português do belo do documento oficial, do impresso ou a declaração. Parece que dá um ar oficial à coisa e uma certa dignidade institucional que, de outra forma seria difícil de obter.
Por isso, o professor, qual funcionário de mangas de alpaca, produz uma grande quantidade de documentos que, com grande certeza não terão qualquer efeito prático na vida dos alunos.
Oh, que cruz esta a dos professores!

sábado, 16 de junho de 2012

Amei um ilusão

Há que reconhecer, estou numa fase menos boa. Sim, passados estes meses acabo por ter uma recaída e ando a pensar demais no passado.
Sim, tenho-me esforçado por ultrapassar só que, os pensamentos fogem para onde não devem e acabo por ficar triste. Se for a ver, a tristeza tem sido um sentimento que tem dominado a minha pessoa nos últimos dois anos. São dois anos em que tive poucos momentos de tranquilidade e serenidade. Sinceramente, a minha vida tem sido um inferno psicológico! Reconheço que deveria ter estado mais atenta e ter zelado mais por mim. Mas, o que está feito, feito está e quanto a isso é impossível mudar. só posso fazer para que daqui em diante as coisas seja de outra forma.
A solidão foi uma constante nos quatro anos que pensei estar acompanhada. Agora, a distância fez-me ver isso. Acreditava que estava acompanhada para o que desse e viesse mas, afinal, não. Estive sozinha. De todas as vezes que precisei de apoio ou de uma palavra amiga, tive de pedir. Sim, tive de pedir. Se no princípio isso bastava para mim, no fim, já era motivo para uma enorme desilusão. Fiquei sempre à espera de uma demonstração de amor, de algo que me dissessse que gostava de mim. Que isto tudo era uma fase e não o fim. Esse fim chegou, da forma mais cobarde e egoísta que alguém podia engendrar. Mentiu-me de todas as formas e maneiras sem ter um pouco de respeito pela pessoa com quem tinha passado quatro anos. Descartou-me como se eu fosse um emplastro, uma coisa velha que já não lhe servia ou fazia falta. Todos os dias esta pergunta anda a bailar na minha cabeça: Como é que alguém consegue casar com outra pessoa sabendo que já não a quer? Que quer outra. Dói muito saber que quando estava no altar a proferir os votos, ele provavelmente estava a pensar na outra. Que todo o tempo em que estive casada era a outra que ele queria de verdade. No fim, é com essa que ele está a viver a vida que eu tanto fiz por ter. Dias e dias em que abdiquei de estar com ele para que ele pudesse estudar, para que tivesse tempo para estar com os amigos e estar concentrado no curso. Quando chegou a hora de finalmente termos tempo para os dois, deixou-me. Ainda tive de ouvir a maior das ingratidões: Os meus amigos é que me apoiaram! Dói tanto! Mesmo muito reconhecer que a pessoa que amei nunca mereceu aquilo que fui para ele. Amei uma ilusão.    

quinta-feira, 14 de junho de 2012

quarta-feira, 13 de junho de 2012

O filme Malena fez magia na turma do 8º


Hoje, na última aula da minha turma do 8ºano passei o filme Malena. Foi comovente ver a reação dos meus alunos. Calados (o que é raro), interessados e atentos. Ficaram dez minutos do intervalo para acabarem o filme e saberem como era o fim. Uma das miúdas disse-me: oh stora, o filme parecia uma seca mas é muito giro. 
As boas histórias conseguem cativar até o miúdo mais distraído. Ah pois é!

Está quase no fim o ano letivo...

Finalmente tenho toda a papelada relacionada com as avaliações tratada. Ufa que estava a ver que nunca mais. Pela primeira vez tenho uma carrada de negativa numa das turmas. Geralmente a coisa anda em volta de dois ou três alunos que não conseguem chegar a um nível positivo. Contudo, este ano a coisa está preta, bem preta! Sinto-me frustrada com os resultados. Estou com aquela sensação de que falhei, que não consegui ajudar os alunos a ultrapassarem as suas dificuldades ou que não sou boa professora. Enfim, são coisas da vida de professor. Uma coisa é certa, estes alunos são do piorio. Posso afirmar que em alguns anos disto, nunca apanhaei um grupo de turmas tão fraquinho. São fraquinhos em aproveitamento e fraquinhos como pessoas. Muito barulhentos e a roçar a falta de educação. Quando me despeço deles nem sinto saudades como senti com outros alunos. É quase um alívio. Um "ufa que estou livre deles!".  

Agora começa a época dos exames e as vigilâncias. Depois vem as férias e o desemprego que este ano chegará mais cedo do que é costume. Só me irão pagar o mês de julho e em agosto já estarei no desemprego. O governo anda mesmo a cortar em tudo. Por causa desta política quem se fode é o contratado! E não é uma foda das boas, é mesmo uma daquelas que lixa em profundidade. À grande!

Portugal 3 - 2 Dinamarca


Sofremos mas já cá cantam três golitos e três pontinhos!!!

foto: JN

terça-feira, 12 de junho de 2012

Tão felizes que eles eram!!!

Quando eles dizem que não podiam ser mais felizes, é quando algo vai mal. O mundo não vai ser o mesmo após a seperação de Luciana Abreu e Yannick Djaló.

segunda-feira, 11 de junho de 2012

A saga da correção testes ao som do França-Inglaterra

Já tinha saudades de estar a ouvir/ver um jogo que não me aquece ou arrefece. Por esse motivo, adoro os Europeus e os Mundiais. Quando a seleção portuguesa não está a jogar, aí, não consigo fazer nada. Só stressar

domingo, 10 de junho de 2012

5 Continentes

Nas últimas 24 horas tive visitas de cinco continentes, a saber: África, Oceania; Ásia, Europa e América!
Ui que a Maia do Avesso anda muito viajada!!!

Squadra Azzurra: ai, ai ai que os testes não são corrigidos


E os italianos continuam a ser os mais.... digamos.... bons. Jogadores, é claro!



Aqui na versão vestidinhos

Corrigir testes

Tarde de domingo passada a corrigir os últimos testes do ano. Bem feita... tivesses feito isto durante a semana!!! Nunca mais aprendes

quarta-feira, 6 de junho de 2012

Mais vestidos da Mango: Fabulosos





Já aqui disse que uma das minhas marcas favoritas é a Mango. Adoro os básicos e a excentricidades que podem ser conjugadas conforme o estilo de cada um. Este ano tenho encontrado agradáveis surpresas no que diz respeito aos vestidos compridos. Adoro vestidos longos! Adaptam-se às minhas pernas tronchudas e celulitentas e dão-me um ar mais sofisticado. Algo que dificilmente conseguiria com um vestido curto!! Deveria ser uma coisa bonita de se ver.

Por isso, é muito bom encontrar tanta escolha!! O difícil será escolher entre um modelo mais casual e outro a apelar ao glamour dos anos 30 



terça-feira, 5 de junho de 2012

Fim do ano letivo

Estou a contar os minutos para acabar a aulas. Estarei desempregada mas livre das pestes que tenho como alunos. Adoro dar aulas e a minha profissão no entanto não tenho paciência para aturar putos mal educados. Sem qualquer sentido de solidariedade ou de amizade para com os seus pares. São maus e acham que são impunes face ao que fazem e dizem. Estou a atingir o ponto de saturação!!! Maia Maria, falta só uma semana e meia!!!! Aguenta

Uma sentida homenagem ao Pinhão e à Batata


Dom Pinhão


Senhora Dona Batata (que não gosta de fotografias!)

São fiéis e dão mais do que pedem.

sábado, 2 de junho de 2012

Solidão, Tristeza e Medo: Odeio-vos

Os fins de semana são sempre assim, tristes. Se durante a semana as coisas até vão correndo bem, quando o fim de semana se aproxima, descambo em grande! As rotinas não são suficiente absorventes para me abstrair da minha cabeça. Já ando nisto quase à dois anos e a perspetiva de o resto da vida ser assim, tão vazia e triste, dá-me uma grande tristeza.
Não tenho irmãos, logo uma vida familiar futura que vai além dos meus pais não existe. Gostava tanto de ter filhos e tenho muito medo de, se não os tiver, ficar amarga e ressentida com  isso. Tento pensar e dar ouvidos à conversa em que me dizem que ainda sou nova e que tenho tempo para isso tudo. Mas, e se não acontecer? Como é que eu lido com isso? Será que tenho de me ir preparando para essa eventualidade? Se calhar é assim. Quando surgem nas notícias aqueles casos de pessoas de idade que são encontradas mortas em casa e ninguém dá pela sua falta, o meu coração fica apertado. Passa-me pela cabeça que esse poderá ser o meu fim. Tal como no Diário de Bridget Jones "comida por lobos da Alsacia". A velha esquisita que fala com os gatos e mete medo às crianças vizinhas.
Estou mesmo em baixo.

sexta-feira, 1 de junho de 2012

The Cure: Lullaby


Quando era miúda, tinha um medo deste vídeo mas... já adorava a música!

Um ano

Este fim de semana vai fazer um ano que dormi pela última vez com ele. Um ano!!! Se me dissessem nesse dia o que se iria passar, dizia que deveriam estar com os copos. A imaginar tal coisa! A nossa relação estava a passar por dificuldades mas, enquanto eu pensava que iriamos ultrapassar as dificuldades, ele fazia tudo para causar problemas. Necessitava arranjar coisas para justificar o que queria. E eu, feita estúpida não via!!!
Um ano... um ano! Tanta coisa aconteceu depois desse fim de semana. 

250 euros

Na passada 2ª vendi as alianças e o anel de noivado. 250 euros! Ainda dói, muito mesmo, tanto que quem as vendeu foi a minha mãe. Não tive coragem de o fazer.
Feliz dia à criança que há em MIM!!!!