quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Sobrevivência

A minha vida está a dar a volta. Agora é que sinto que estou a conseguir ultrapassar o meu passado recente. Sinto que já não faz tanta mossa. Afinal, aquilo que eu temia com o aproximar do aniversário, acabou por não ser tão difícil de enfrentar. Chorei, passei uma noite em claro a lembrar-me de tudo, senti raiva e um certo desepero mas, o dia nasceu, as horas seguiram o seu ritmo e eu, sobrevivi.

Quero ser feliz

terça-feira, 21 de agosto de 2012

Oh, Pingo Doce! Que tal a troca direta? Poupa-se uns trocos

Ok, agora tenho de levar dinheirinho para o Pingo Doce. Será que ainda vai chegar o dia em que teremos de levar produtos para fazermos troca direta. Isto é, levo batatas e troco-as por café ou gel de banho!!! Assim evita-se o uso do cartão e até do dinheiro!!! Boa não é? Pensem lá nisso que o pessoal gosta de recriações históricas.

Promenores da Viagem

Ando numa lufa-lufa a acertar os promenores da minha viagem a Roma e.... Veneza


Ah pois é, vou a Veneza e espero que não me desiluda.

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Um Fim de Semana Perfeito

O encontro anual de Pingarelhas aconteceu este fim de semana e foi uma delícia. Muita conversa, comidinha da boa e boas amigas! Conheci o novo membro da família e é a coisinhas mais adorável que existe. Um bebé lindo, bem disposto e comilão.
Os anos passam mas continuamos na mesma: tagarelas e completamente desprovidas de entraves na língua. É bom que isso aconteça.
Adoro as minhas amigas e sei que elas me adoram. Temos estado sempre umas para as outras, nos bons e nos maus momentos. Desde os tempos em que queimavamos as pestanas em Coimbra, aos casamentos, divórcios e nascimentos de novos membros. Elas estão lá e eu estou para elas.

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

A minha casa está a tornar-se realidade

Um sonho de muitos anos vai concretizar-se: vou ter a minha casa!

Ainda não ficará na totalidade pronta mas o mais difícil vai ficar resolvido. Fica a faltar os acabamentos: o chão, o revestimento e loiças de casa de banho, a cozinha e as portas. Enfim, ainda fica a faltar muita coisa  para a casa ficar habitável mas o que resta também não é tão complicado de se fazer. Falta o dinheiro... é sempre a mesma coisa.

Esperança é o que tenho e o que faço por ter. Com muita esperança que o futuro me traga as coisas boas que preciso para ser feliz.

terça-feira, 14 de agosto de 2012

O Ter e o Haver

Bem, apesar de estar meio de férias. Também estendi as meias férias ao blog. Não é que nada se passe na minha vidinhas mas tenho acabado por me ocupar com outras coisas que vão além do PC.
Já passou o primeiro aniversário e, o que é irónico é que nem um aniversário de casamento tive mas já cá está o primeiro aniversário daquilo. Sim, daquilo!  Olho para trás e vejo que sofri muito (ainda sofro) e que mudei como pessoa, como mulher. Uma mudança que vai marcar-me para sempre. Não de uma forma definitiva ou global mas vai cá andar para todo o sempre. Vejo também que fui muito ingénua para com ele. Estive sempre à espera do melhor dele mas, o que ele é na realidade é um verdadeiro canalha. Enfim, tive que passar por isto tudo até chegar ao presente.
Só espero que consiga ser feliz. Quero tirar tudo de negativo que ainda tenho aqui dentro. Não mereço, nunca mereci ser uma pessoa negra e amargurada.

Mereço ser feliz. Quero ser feliz.  

domingo, 5 de agosto de 2012

Faz agora um ano...

... em que a minha vida sofreu um abanão. Nunca mais fui a mesma ou me senti a mesma. Passado este  tempo sei que fiquei marcada e a cicatrizes estão cá. Ainda não aprendi a ultrapassar o que vivi. 

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Acumuladora, moi?

Estou tão derreada que nem o braço direito consigo elevar acima da cabeça. Moídinha que nem posso!! Ná, não pensem que é do ginásio (ainda não consegui lá ir como deve ser!) é sim consequência de uma outra atividade físca igualmente aérobica: arrumações! Conjugaram-se várias heranças, coisas que foram sendo deixadas de parte e não havia a coragem para lhes darmos outro destino, outras que pensavamos que  iriamos utlizar e muito papel dos tempos de Coimbra que se foram acumulando. Tem sido bem duro esvaziar a antiga casa da minha avó e arranjar espaço nas outras arrumações para tanta coisa! Móveis, roupas, lembranças, encontra-se de tudo um pouco. Mas tudo isto é por uma boa causa... as obras da minha futura casa!