quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Olha para mim armada em Julia Roberts


Andava eu a arrumar o disco rígido e não é que me deparei com esta agradável coincidência. Bem, não estou a comer gelado (já o tinha morfado) nem tenho por companhia uma freira mas mesmo assim a viagem a Roma foi terapêutica!!! 

Veneza

Uma das coisas boas do instagram é receber as mais belas fotografias da Sereníssima, Veneza!

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Redes sociais: Facebook vs Instagram

O facebook nunca me cativou lá grande coisa. Confesso que partilhar a minha vida, mesmo sendo só com amigos, faz-me muita confusão. Dizer o que vou fazer ou colocar fotografias de tudo o que faço está fora de questão. Nunca coloco fotografias de outros e muito menos dos filhos dos meus amigos. Sou fundamentalista da discrição. Utilizo esta rede principalmente para estar mais perto dos meus amigos e para receber as principais notícias. Nada mais. 
No entanto, o Instagram é outra coisa! Adoro o espírito desta rede e, apesar de manter a mesma descrição do facebook, posto com regularidade. Os filtros ajudam a colmatar a falta de jeito para a fotografia. 

Era tão bom...

Carlos Drummond de Andrade

quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Irra que isto hoje está pesado

Só me apaixonei duas vezes nesta minha vida. A primeira foi na adolescência e chegou a acompanhar-me até à universidade. Não foi correspondia. Vivi-a sozinha e acabou por me deixar presa a uma coisa que não tinha futuro mas que não me deixava seguir em frente. Depois, muito mais tarde e após uns grandes falhanços (eu não estava verdadeiramente apaixonada) encontrei aquele que parecia ser o tal. Mergulhei de cabeça e posso dizer que me senti verdadeiramente realizada, feliz!!! Finalmente o que eu sentia era correspondido. Estava assim quando tudo desapareceu. Quando o chão desapareceu dos meus pés e eu caí com grande estrondo. Fiquei vazia. Agora, passados três anos vejo que tenho um medo imenso de nunca ter uma verdadeira relação. De passar pela vida sem sentir o amor verdadeiro.

sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

Mete isto na cabeça!


IEFP

As minhas idas ao centro de emprego conseguem fazer com que me sinta uma merda. Mas uma merda que já fora pisada muitas vezes e que está espaparrada pelo chão. Aquelas tipas que lá trabalham são umas palerminhas que nada tem para oferecer ou algo que nos vá ajudar efetivamente na nossa procura ativa de emprego. IRRRRRRRRA!!!!!! 

quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Leituras de fim e de princípio de ano


Cartão de viagens dos vaporetos venezianos que tem servido como marcador. Agora vou começar "O Pecado do Porto Negro". 

Liberdade; Tolerância; Democracia; Empatia;Concórdia; Fraternidade; Solidariedade e tantas outras palavras que nos fazem Humanos. 

segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

domingo, 4 de janeiro de 2015

Solidão

s.f. Estado de quem está só, retirado do mundo; isolamento: os encantos da solidão.
Ermo, lugar despovoado e não frequentado pelas pessoas: retirar-se na solidão.
Isolamento moral, interiorização: a solidão do espírito. in Dicionário Online de Português

Coisas feitas por mim


Presente para o António

quinta-feira, 1 de janeiro de 2015

Desejos e aspirações do novo ano

Não faço promessas nem juras para o novo ano. Vou só esforçar-me para ser feliz. Para gostar mais de mim e fazer aquilo que gosto mesmo muito. Preciso mesmo disso. Assim, espero ler mais livros (no mínimo um por mês!), comer de forma saudável, mexer-me mais e sorrir muito mais!

Ano Novo, velhos hábitos

Caminhada pelo campo cá da terrinha!

O trio maravilha: eu, pai e mãe!
Pinhão

Batata




O que se faz no 1º dia do ano?

Comem-se os restos do ano velho!