quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Os números não mentem

Subi para cima de uma balança, introduzi a moeda de 50 cêntimos e esperei pelo talão. Quando vi o que lá estava escarrapachado, não havia forma de continuar a ignorar... 3 kg a mais!!! Já sentia na roupa mas ver os números é outra coisa.
Andei a pecar à grande. Sem qualquer cuidado com aquilo que cá entrava. Rizotos, tabletes de chocolate Candbury Fruit and Nut de 200g e muuuito pãozinho com tudo e mais alguma coisa.
Sim, fecha a boquinha se não rebolas!!!

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

sábado, 24 de novembro de 2012

Chá e Bolo Rei

O dia foi passado a ouvir a chuva. Agora preparo-me para beber um chá acompanhado de uma fatia de bolo rei. A primeira da época que aí vem. 

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Quando?

Apesar do dia estar lindo, eu não me sinto lá grande coisa. Passei uma noite a matutar em tudo. Com o pensamento em loop e a chorar. Sim, a chorar como já há muito tempo não fazia. Aquelo choro complusivo e que faz doer o peito de tão forte que é. Por vezes tenho estas recaídas. Se há um ano eram quase diárias, com o passar dos dias foram tornando-se cada vez mais espaçadas. Não raras, mas menos frequentes. Fico sempre assim, triste. Triste com tudo o que sinto. Com tudo o que sou agora. Para quando a serenidade? Quando é que irei ser feliz? Quando?

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Ainda acredito no Pai Natal

Sim, por vezes ainda acredito que o Pai Natal existe. Que aquilo que as pessoas dizem que vão fazer, irá acontecer. Bem, esta semana o empreiteiro disse-me que a obra iria acabar e, eu acreditei! Sim, acreditei que a coisa iria ficar finalmente pronta. Mas, tal como o Pai Natal não existe, também a obra ainda não foi terminada, fica para a semana. Será que o Pai Natal irá manifestar-se para a semana? Espero para ver!!!

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Não tenho paciência para trogloditas que pensam que a violência resolve tudo. Quando a utilizam, perdem a razão.

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

E pronto meninas,

 

o Bieber anda à solta.





Amadeu de Souza Cardoso


Quando abri o Google e vi que se celebra o aniversário do meu pintor português favorito, Amadeu de Souza Cardoso. Por isso, aqui fica a minha pequenina homenagem. se não tivesse partido tão cedo teria sido considerado um dos grandes pintores do século XX. A gripe de 1918 acabou por cortar um percurso que tinha tudo para ser ainda mais brilhante.
 

terça-feira, 13 de novembro de 2012

Esta semana a obra termina... finalmente!!!

Dias difíceis

Parece que a conjugação dos astros resolveu juntar tudo e lançar as más notícias. Nada se passa diretamente comigo mas quando afeta aqueles de quem gosto, sinto-me igualmente mal. Duas amigas do coração estão a passar um mau bocado. Uma perdeu o pai, a outra está a passar por uma separação.
Duas situações diferentes mas que trazem muito sofrimento. Recomeçar e reconstruir a vida a partir da perda requer muito esforço. Por vezes há recaídas, parece que chegamos ao fim do poço e de lá não vamos conseguir sair. Por experiência própria sei o quanto é difícil e o quanto é trabalhoso fazer isso. Espero que a as minhas amigas consigam ultrapassar este mau momento e eu estarei lá sempre que elas precisem

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

E já passou um ano...

Budapeste
 



Fiquei a saber da morte do pai de uma grande amiga. A luta de dois anos contra esse cancro bem sacana não teve o desfecho desejado. Fica a saudade

Obras

Tenho andado um pouco desaparecida do meu blog uma vez que nos últimos dias tenho andado a ajudar na minha obra. Não andei a dar serventia mas andei a auxiliar o eletricista (meu primo) a fazer a instalação da minha casa. Dei cabo das minhas mãos, aprendi umas coisas e poupei uns trocos. Cheguei ao fim do dia exausta mas satisfeita por as coisas correrem bem. Já falta pouco para terminar e ainda bem que isso acontece. Por todas as razões e mais algumas. Estamos cansados de poeira, lama, barulhos, gente estranha a entrar e a sair no quintal. Além disso, os fundos de financiamento estão a desaparecer a olhos vistos. Não vai sobrar nada!!!  

Coisas que me fazem revirar os olhos: parte ?

1- Pessoas que gritam quando estão ao telemóvel;
2- Os fura filas;
3- Pessoas que estacionam os carros nos lugares reservados aos deficientes;
4- Pessoas que deitam lixo do carro em andamento.
 
Hoje encontrei estes belos exemplos nos sítios por onde andei e os meus olhos reviraram-se